Novas aquisições (agora já não são tão novas) – Parte I

Agosto 7, 2008 § 3 comentários

Laura Marling – Alas I Cannot Swim

Laura Marling soa como ar puro nos dia de hoje. Você gosta dela – se tiver que gostar dela – não por causa de um timing musical incomun, por causa do contraste entre melodia doce e letras ácidas, por causa do seu sotaque, ou por escrever músicas como quem escreve uma carta íntima e apoética para uma amiga. Uma das coisas mais incríveis em Laura Marling é, de fato, sua voz, que consegue ter força e carregar emoção ao mesmo tempo em que é suave, pecando apenas pela vulnerabilidade mostrada em Ghosts, por exemplo, na qual sua voz mostra algo de infantil.

Outro ponto importante no que diz respeito a Laura Marling é o curioso fato de que se, daqui a alguns anos, algum desavisado pegar Alas I Cannot Swim nas mãos, ele não terá que pesquisar em livros sobre o estranho povo que viveu na nossa época. As histórias contadas por Laura Marling em suas músicas tratam de assuntos atemporais de uma maneira também atemporal, que é a construção de imagens poéticas, o que  não tem sido o hábito de seus contemporâneos. Em Alas I Cannot Swim,  música que dá nome ao álbum, o fato de não saber nadar é seu obstáculo, pois tudo está do outro lado do rio: “There’s a life across the river that is meant for me/Instead I live my life in constant misery.”

Algo inovador em tempos de Regina Spektor(timing exótico) Kate Nash (letras bem cotidianas) e Lily Allen (músicas ácidas). Não é que Laura Marling esteja desvencilhada de tudo o que elas trouxeram. Na verdade, os melhores momentos de Laura Marling são os mais carregados dessa influência, como o refrão de The Captain And The Hourglass e Cross Your Fingers, uma das mais pops do CD.

É empolgante pegar um CD como Alas I Cannot Swim nas mãos. A principal diferença talvez seja que, com essas características atemporais, Laura Marling dá a impressão de que, embora já seja muito talentosa, ainda vai amadurecer e nos impressionar muito, enquanto Kate Nash e Lily Allen deixam transparecer que nos conquistam somente pela juventude. A maturidade pode ser linda, gente! Basta pensar da regravação que Joni Mitchell fez de Both Sides Now!

Anúncios

§ 3 Responses to Novas aquisições (agora já não são tão novas) – Parte I

  • Eu que sou lira diz:

    Tic tic tic tic away…

  • Eu que sou lira diz:

    Não curto Lily Allen ela não canta nada de interessante… Já amo as outras duas… Da Laura eu também gosto, principalmente quando tem o tic tic… acho liro!

    Você me conhece, né? Eu gosto de músicas que me fazem rir e o contraste entre letra e melodia das músicas da Lily têm esse efeito. Alfie parece música de parque de diversões, completamente lúdica na melodia, enquanto na letra: “My little brother is in his bedroom smoking weed”. Outras letras são engraçadas porque são. Na demo de Knock’Em Out ela canta no refrão “You can’t knock’em out / you can’t walk away / try desperately to think of the politest way to say / just get out my face/ just leave me alone / I know you can’t have my number/ ‘cause I lost my phone” e, ao final complementa com coisas ótimas como “I gotta go my house is on fire” e “I forgot my vagisil”. É interessante! Kate Nash ganhou meu coração com Birds e eu ganhei o dia quando você riu! “Right birds can fly so high and they can shit on your head / yeah they can almost fly into your eye and make you feel so scared/ but when you look at them and you see that they’re beautiful / that’s how I feel about you”. Eu gostava muito da versão lançada no single Caroline’s a Victim! Gostava de todas as primeiras versões, mas a Kate ainda mora no meu coração. Regina Spektor eu amo demais!

  • Ana diz:

    Mais uma indicação sua. Obrigada, minha guru musical! Beijo

    Talentosa, né? Mas não me faz guru musical. Demorou – muito – para eu começar a ouvir (falta de dinheiro, de tecnologia, de memória e você sabe como eu sou é uma desculpa?…) mas, quando ouvi Jeff Buckley de verdade, foi um daqueles casos de ter que comprar o CD para poder ouvir incessantemente. “A Ana gosta e agora eu sei por quê!”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

What’s this?

You are currently reading Novas aquisições (agora já não são tão novas) – Parte I at give me my sweets.

meta

%d bloggers like this: